Papa: os pobres são aqueles que nos evangelizam sempre

Papa: os pobres são aqueles que nos evangelizam sempre

13 de dezembro de 2014

Rádio Vaticana


Cidade do Vaticano (RV) - Em sua série de audiências sucessivas, na manhã deste sábado (13/12), o Papa Francisco recebeu, o Cardeal Marc Ouellet, Prefeito da Congregação para os Bispos; o Primeiro Ministro da Itália, Matteo Renzi, e Dom Georg Kocherry, Núncio Apostólico no Bangladesh.

A seguir, na Sala do Consistório, no Vaticano, uma delegação de 75 Amigos de Gabriel Rosset e do Lar Nossa Senhora dos Sem-teto. Trata-se de duas Associações que acolhem pessoas sem-teto para ajudá-las e inseri-las novamente na sociedade.

Em sua saudação aos presentes, o Santo Padre manifestou seu apreço pelo trabalho de tais Instituições entre os pobres, as pessoas excluídas da sociedade, os sem-teto, os fams, os desempregados, os sem dignidade.

O fundador destas Associações, Gabriel Rosset, ouviu o grito dos pobres e, diante dos seus sofrimentos, respondeu com grande generosidade, recordando do apelo do próprio Cristo sofredor.

Com efeito, afirmou o Pontífice, os pobres são aqueles que nos evangelizam sempre, nos comunicam, misteriosamente, a sabedoria de Deus. O mundo de hoje, disse, tem urgente necessidade do testemunho da misericórdia divina. O pobre é a pessoa preferida pelo Senhor e está ao centro do seu Evangelho!

Por isso, o Bispo de Roma agradeceu por este testemunho misericordioso que os membros destes Institutos dão concretamente, com gestos simples e carinhosos, através dos quais aliviam a miséria das pessoas, dispensando-lhes uma nova esperança e restituindo-lhes dignidade humana.

A opção pelos últimos da sociedade, concluiu o Papa, é sempre um sinal que pode ser dado, em nome de Cristo morto e ressuscitado. E referindo-se ao Advento, destacou a dimensão mariana do trabalho destas Associações, porque a Mãe de Jesus dá sempre um teto a seus filhos. Ela é repleta de compaixão por todos os homens, sobretudo pelos pobres, deserdados e necessitados. (MT)