Memória:

Em 28 de setembro de 1660, o corpo de São Vicente de Paulo, falecido na véspera, foi enterrado na capela da casa São Lázaro, próxima à igreja de São Lourenço. Durante o Processo de Beatificação, procedeu-se ao reconhecimento das relíquias. Após a canonização, celebrada em São João de Latrão, em 16 de junho de 1737, as relíquias se São Vicente foram depositadas em uma urna de prata colocada sobre o retábulo do altar dedicado a são Lázaro. Esse relicário, reaberto em diversas épocas, foi sempre cercado de filial veneração. Em 31 de agosto de 1792, véspera da expulsão legal dos missionários da casa de são Lázaro, a urna foi entregue aos Bens Nacionais, mas o corpo de São Vicente foi escondido na casa do tabelião da Congregação da Missão, onde passou os tempos conturbados da Revolução até 1806. Estes restos veneráveis foram então, confinados às Filhas da Caridade, à Rua do Vieux Colombier até 1815, à rua do Bac, sua atual Casa Mãe.
A autenticação canônica das relíquias aconteceu na arquidiocese de Paris (abril de 1830). Dom Quélen, em seguida, expôs a urna de prata, presente da arquidiocese, na catedral de Notre Dame. Em 25 de abril de 1830, as relíquias foram levadas em procissão à Casa Mãe da Congregação da Missão (rua de Sèvres,95). Santa Catarina Labouré, então Irmã de Seminário das Filhas da Caridade, participou da procissão com a comunidade.

A urna foi colocada, em 1854, sobre o imponente altar-mor. Em 1960, por ocasião das festas do tricentenário da morte de São Vicente (1581-1660), a urna foi levada à catedral de Paris e à igreja de Clichy e as relíquias foram apresentadas para a veneração dos fiéis.



Oração:
Senhor, que concedestes a São Vicente de Paulo a graça de uma admirável caridade para prover a tantas misérias humanas, neste dia em que celebramos a memória da transladação de suas relíquias, concedei-nos a graça de imitar a caridade com que o Espirito Santo lhe abrasava o coração, a fim de que possamos nos consagrar totalmente a vosso serviço na pessoa dos pobres. Por nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho, na unidade do Espirito Santo.

Fonte: http://filhasdacaridadebh.com.br/